Introdução

A sociedade actual é heterógenea e multicultural, onde a diversidade é normal e inevitável, exige à escola de hoje que desempenhe papéis que excedam em muito a simples transmissão e aquisição de conhecimentos. A Escola como garantia de um futuro de qualidade, deve preparar-se para educar na diversidade e isso implica educar na tolerância e no respeito pela ideossincrasia de pessoas e dos grupos que a formam.

Os novos mandatos da escola implicam que ela institua uma forte relação com os contextos e a comunidade em que está inserida.

É com base nestes pressupostos que surge a minha candidatura ao cargo de Director do Agrupamento Vertical de Escolas Luísa Todi, que nos últimos anos não foram possíveis implementar devido às transformações legislativas em catadupa, que provocaram diversas alterações organizacionais internas e externas do Agrupamento, que impediram aprofundar as potencialidades organizacionais e pedagógicas que este modelo poderá gerar.

Nesse sentido terei uma atenção particular com a articulação entre os diferentes ciclos fugindo à lógica administrativa, pugnando por um agrupamento com corpo e alma, onde toda a comunidade educativa articule fisica e pedagógicamente. Respeitarei as diferenças próprias de cada segmento de trabalho, mas lutarei sempre contra a lógica das "pequenas ilhas e ilhéus".

Todos juntos já conseguimos construir uma EB 2,3 fisicamente nova, todos juntos lutaremos por mais e melhores condições físicas e materiais para todos os estabelecimentos de ensino que compõem o Agrupamento, nomeadamente no que se refere às condições informáticas, e ainda alguns melhoramentos físicos.

Para além das muitas etapas que temos a vencer, quero destacar a "Etapa do Pré-Escolar", que já é uma realidade.

Pela minha parte tudo farei para aprofundar o relacionamento e a articulação entre os diferentes patamares organizacionais e em particular o Conselho Geral.

Para alcançar estas formas de articulação, trabalho e organização é com cuidado que procederei à escolha da minha equipa que comigo irá participar neste modelo de gestão. Nesta escolha, terei em linha de conta as seguintes vertentes: competência pedagógica, competência técnica, disponibilidade física, disponibilidade anímica, capacidade de organização, capacidade negocial e capacidade relacional.

Procurarei no meu dia-a-dia, com os restantes membros da equipa criar consensos entre os diferentes elementos que constituem o Agrupamento, orientados para a acção e mobilização das sinergias de todos os segmentos do Agrupamento.

Este é um projeto de continuidade, é uma aposta na consolidação das boas práticas, no aperfeiçoamento de procedimentos e na busca de soluções inovadoras que permitam responder às exigências da sociedade atual. Assumindo o desejo de continuidade como um desiderato, os princípios e valores mantêm-se. Assim, a oferta de um serviço de ensino público de elevada qualidade, sustentada em princípios de rigor, exigência, transparência, partilha, participação, responsabilidade, confiança, de respeito e promotores da igualdade de oportunidades são pressupostos que estarão sempre presentes.

Há a consciência de que para combater as áreas problemáticas identificadas, é necessária a mobilização de toda a comunidade educativa, nela incluindo os Órgãos de Gestão e Órgãos Pedagógicos, os docentes, os discentes, os funcionários, os encarregados de educação e a comunidade envolvente.

Proponho-me fazer uma liderança transformacional, que implique as diferentes lideranças intermédias, de modo a criar condições para que professores e alunos realizem com sucesso o processo educativo.

A minha motivação para a apresentação desta candidatura consubstancia-se também na vocação que fui desenvolvendo pela gestão e administração escolar, como forma de prestação de serviço à Comunidade Educativa. Para tal, fui investindo na formação específica para estas funções e fui adquirindo, pelo exercício do cargo ao longo de vários anos, um conhecimento profundo da Gestão neste Agrupamento.

Visão

Pretende-se uma escola de qualidade, que aceita desafios, a par do progresso tecnológico e com recursos humanos experientes, disponíveis e dinâmicos. Um Agrupamento que seja unido, inovador e consciente.

Missão

Este Agrupamento tem como missão promover um ensino de qualidade que concorra, simultaneamente, para a valorização da formação pessoal e social dos alunos e para o sucesso educativo. O desenvolvimento da trajetória escolar do Ensino Básico deve assegurar um conjunto de ferramentas que valorizem a transição após o nono ano de escolaridade e a formação de cidadãos competentes e responsáveis.

Valores

Promover o espírito de tolerância, respeito, justiça, responsabilidade e civismo.

Dos valores que orientam o nosso PEA destacamos:

Cidadania;

Civismo;

Respeito pela dignidade humana;

Respeito pelas diferenças individuais;

Gosto pelo saber;

Trabalho e rigor;

Responsabilidade;

Solidariedade;

Cooperação e espírito de pertença.